sexta-feira, 7 de outubro de 2016

China - Política de precisão na erradicação da pobreza ajuda pessoas com deficiência da China a saírem da pobreza

Foi realizada recentemente uma reunião sobre a erradicação da pobreza entre as pessoas com deficiência, na qual o presidente da Associação de Pessoas com Deficiência da China, Lu Yong, apresentou o papel da Associação na redução da pobreza e as metas detalhadas para os próximos anos. 

 

Segundo as estatísticas, o número de pessoas com deficiência na China atinge 85 milhões de pessoas, 70% das quais vivem nas zonas rurais.

 

 Nos últimos cinco anos, os incentivos do país para desenvolver a produção e aumentar o emprego beneficiaram 11,4 milhões de pessoas com deficiência, e mais de cinco milhões delas saíram da pobreza. Lan Hongmei e seu marido, Ding Wenguang, são pessoas com deficiência e vivem na vila Damiaoqiao, província de Ningxia. 

 

Dois anos atrás, eles foram definidos como alvos de assistência. O governo local deu ao casal o subsídio de 10mil yuans na construção de uma estufa hortícola.


  "No passado, a minha família era muito pobre, quase não tínhamos garantia da próxima refeição.

No ano novo, o nosso maior desejo era comprar novas roupas e comidas deliciosas para as crianças, como qualquer outra família. Mas não tínhamos dinheiro para realizar o sonho."

 Atualmente, a família de Lan Hongmei consegue viver uma vida decente e já construiu quatro estufas hortícolas. A receita anual da família atinge 70 mil yuans.

"Agora tenho quatro estufas hortícolas. Eu vejo os vegetais, cuidando deles todos os dias, e assim fico muito feliz, como se eu estivesse cultivando dinheiro."

Existem em Ningxia mais de 70 bases de redução da pobreza como a do casal de Lan Hongmei. Cerca de 1.500 pessoas com deficiência conseguiram emprego na base. Segundo o diretor do gabinete de redução da pobreza da Associação, Wang Jianjun, a meta é ajudar 7.500 famílias do gênero em Ningxia a saírem da pobreza nos próximos cinco anos.

"A primeira tarefa é construir a base, e depois, encorajar as pessoas com deficiência a participarem da produção. Através disso, eles podem se sentir bem e se beneficiar.

Por outro lado, vamos recrutar todas as forças possíveis para concentrar mais recursos na erradicação da pobreza entre as pessoas com deficiência nas zonas rurais."

O presidente da Associação, Lu Yong, disse que uma assistência cega sem flexibilidade não pode ajudar aqueles que necessitam de auxílio, apenas a política de precisão na erradicação da pobreza poderá aumentar a eficácia e trazer benefícios reais às pessoas com deficiência.

Atualmente, já foi estabelecido um banco de mega-data para elevar o nível de precisão do trabalho, acrescentou Lu Yong.

 Fonte da Notícua – Veja Aqui - Tradução: Li Jinchuan

Nenhum comentário: