quarta-feira, 18 de maio de 2016

Angola - Namibe: Executivo reafirma apoio à população vulnerável

Namibe - O ministro da Assistência e Reinserção Social, João Baptista Kussumua, assegurou hoje, terça-feira, nesta cidade, que apesar das dificuldades económicas e financeiras que o país e o mundo vivem actualmente, o executivo angolano vai continuar com a acção ligada à protecção da população mais vulnerável.


 O governante falava nesta cidade, no termo da sua visita a esta província, apontou a população com maior vulnerabilidade acentuada as crianças que vivem a margem do quadro familiar e os idosos privados do apoio familiar.


 Disse que as pessoas com deficiência estão também no quadro da atenção do governo angolano, para garantir o pleno exercício dos seus direitos de cidadania e, por via disso promover-se a sua inclusão social. 


 “O ministério está a preparar-se para a promoção de intervenções especializadas e no âmbito das nossas atribuições e competências, deveremos fazer com que toda essa acção e intervenção possam evoluir, saindo na situação especificamente assistencialista para a de desenvolvimento social estruturado e estruturante”, sublinhou.

 Salientou que a assistência social que o seu ministério tem vindo a prestar aos cidadãos mais vulneráveis, tem sido essencialmente sob forma de apoio directo em bens alimentares e não alimentares, sendo justificável actualmente em situações específicas de emergência, para as pessoas com mais necessidades especiais.

 Apesar disso, fez saber que a assistência ainda não corresponde aos desafios mais amplos de melhoria de vida das pessoas e torná-las auto-suficientes, razão pela qual a natureza da assistência social deverá evoluir e dar respostas adequadas à questão da redução de pobreza estrutural.

 “É imprescindível reorientar os programas e projectos em curso. Essa transição exige de todos os autores sociais e particularmente dos órgãos locais a nível municipal, no quadro da desconcentração administrativa e métodos apropriados de actuação, eficiência na operacionalização das nossas políticas“, enfatizou.

 O governante acrescentou ainda que os municípios são capilares da administração pública e por essa razão, estão mais perto da nossa população.

“É no município onde vivem as nossas crianças, idosos e pessoas com deficiência e são esses espaços directos conhecedores da situação dos cidadãos”.

 Durante a sua estada na província, João Baptista Kussumua, procedeu a apresentação do programa SOS de denúncia de violência contra as crianças, bem como visitou alguns estabelecimentos de ensino para a infância sedeados nos arredores desta cidade, recinto da terceira idade, povoação vulnerável localizada nos locais sinistrados do Sacomar e proximidades do Giraul.


  Fonte da Notícia – Veja Aqui

Nenhum comentário: