domingo, 28 de fevereiro de 2016

Brasil - Deficientes recebem cadeiras

Pacientes do Centro de Reabilitação Dom Aquino Correa (Cridac), em Cuiabá, receberam nesta semana novas cadeiras de rodas motorizadas. 

 A entrega contempla 100 pacientes, sendo a primeira remessa para 35 pessoas que moram na Baixada Cuiabana e cidades do interior do estado. 

 

As demais cadeiras serão entregues no final dos meses de março e abril, em data a ser confirmada posteriormente. 

 

“É um sonho realizado”, definiu Antônio Denilson Silva de Oliveira, 22 anos, com os olhos cheios d’água, logo que trocou a cadeira de roda manual por uma motorizada. 

 

A sua mãe, Maria Antônia da Silva, lembra que há duas semanas, quando a assistente social do Cridac ligou e deu a noticia de que seu filho era um dos contemplados com a cadeira de roda motorizada, ele não dormia mais de tanta ansiedade. 


  “Ele está muito feliz e, como mãe, me sinto realizada. Agora meu filho vai poder voltar a sonhar em conquistar mais um desafio, que é cursar Direito em uma faculdade”, disse Maria Antônia.

 O secretário-adjunto de Políticas e Atenção à Saúde, Werley Silva Peres, destacou que o estado atende à portaria 1.272 do Ministério da Saúde e, com isso, traz dignidade aos que precisam de um equipamento indicado para algum comprometimento da mobilidade, são dependentes de cadeira de rodas para a locomoção ou, por algum motivo, não conseguem impulsionar de forma independente uma cadeira manual.

 “Podemos comemorar, pois antes todo acesso do cidadão a uma cadeira de rodas motorizada era via judicial”, disse Peres.

A diretora do Cridac, Flávia Tortorelli, destaca a conquista para os pacientes e que as cadeiras foram adaptadas à patologia de cada um.

E, para facilitar a locomoção, pacientes e familiares receberam orientações sobre o uso e manutenção do equipamento.

Por meio de um controle – chamado “joystick” – a cadeira motorizada possibilita fáceis deslocamentos, com mais conforto e mobilidade para pessoas com deficiência física severa.

Pacientes com patologias como paralisia cerebral, tetraplegia, sequelas de poliomielite, doença neuromotora, polineuropatia, distrofia muscular, miopatias congênitas, entre outras, são indicados ao uso da cadeira de rodas motorizada.

Para a indicação, o paciente é submetido a uma avaliação realizada por uma equipe multidisciplinar composta por um neurologista, fisioterapeuta, psicólogo e assistente social. (Com Assessoria/SES-MT)

 Fonte da Noticia: Veja Aqui

Nenhum comentário: