quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Angola: Anda reconhece esforços do Executivo para melhoria de vida de Portadores de Deficiência

Luanda - O presidente da Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA), Silva Lopes Etiambulo, reconheceu hoje, segunda-feira, os esforços empreendidos pelo Executivo para melhoria de vida das Pessoas Portadoras de Deficiência em todo país. Em declarações à Angop, a propósito do 24º aniversário da ANDA, Silva Lopes Etiambulo sublinhou que actualmente há uma atenção especial por parte do Governo prestado às pessoas com deficiência no país.

 

 “A situação do deficiente em Angola ainda não é das melhores, mas tende a melhorar porque o Executivo angolano começou desde 2002 a trabalhar para a melhoria das condições de vida dos deficientes, a partir da altura que aprovou a lei de base das pessoas com deficiência e a aprovação da convenção internacional da pessoa com deficiência e passou algumas associações para a utilidade pública”, disse. 

 

Destacou que dentre as várias políticas gizadas em prol dos deficientes, Executivo, através do Ministério da Assistência e Reinserção Social (Minars), criou um Conselho Nacional das Pessoas com Deficiência, onde estão todos os ministérios ligados a problemática da Pessoa com Deficiência. 


Além do Minars, acrescentou, há também uma atenção especial por parte do Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria e da Fundação Lwini que têm estado engajadas na entrega gratuita de mios de locomoção como cadeiras de rodas, muletas e canadianas, viaturas adaptadas com salas de formação profissional aos deficientes um pouco por todos território nacional.

“A Fundação Lwini teve a amabilidade de poder distribuir motociclos para aqueles deficientes que quiserem fazer moto-táxi”, enfatizou.

 Por outro lado, o responsável adiantou que o Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS) conseguiu financiar a quinta fase do Projecto “Vem Comigo”, de âmbito nacional, iniciado em 2002. 

 

É, fiscalizado pela Fundação Lwini, coordenado e materializado pela ANDA, visando a inserção na sociedade de portadores de deficiência e contribuir para melhoria da sua qualidade de vida.

 

 Com este projecto, pretendem tirar centenas de pessoas portadoras de deficiência que se dedicam a mendicidade, para em função das suas escolhas serem reencaminhadas para as suas zonas de origem. 


Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA), que tem mais de 50 mil associados em todo o país, existe há 24 anos e o programa alusivo aos aniversário da associação congrega várias actividades dentre elas jogos, visitas a várias instituições, inauguração de serralharia e quiosque, palestras, entre outras.

 

Fonte da Notícia: Veja Aqui

Nenhum comentário: