sexta-feira, 3 de julho de 2015

Brasil - Aplicativo facilita serviço de táxi para pessoas com deficiência

Um novo aplicativo foi lançado na manhã desta quarta-feira (01), na Prefeitura de Curitiba, para facilitar o pedido de táxi por pessoas com deficiência. Desenvolvido pela Associação das Centrais de Rádios Táxis (Acert) de Curitiba, em parceria com a Prefeitura, o aplicativo Central Táxi Curitiba irá agilizar a localização de um dos 20 táxis adaptados que fazem parte da nova frota de Curitiba. O aplicativo poderá ser baixado gratuitamente pelas plataformas Android e Apple (IOS).


 

Além de facilitar o chamamento específico do táxi adaptado, a ferramenta permite que taxistas e usuários se comuniquem para indicar onde estão e em quanto tempo se encontram. Ainda tem uma calculadora que permite verificar quanto irá custar a viagem. Esta é mais uma medida para melhorar o atendimento do serviço de táxi da cidade. Desde o início da atual gestão, a melhoria do atendimento foi garantida com a abertura de licitação para novos veículos, a inclusão de carros adaptados, que também podem ser utilizados por outros passageiros.


  O prefeito Gustavo Fruet participou do lançamento do aplicativo e falou da importância dos diversos programas geridos pela Secretaria da Pessoa com Deficiência, como o Acesso – um ônibus que pega e leva pessoas para consultas médicas e fisioterapêuticas – e as medidas tomadas por diversas secretarias para garantir a inclusão de todos os cidadãos ao serviços.

Também falou sobre a importância dos taxistas para a cidade. “Estamos gradativamente resolvendo os problemas do serviço de táxi e hoje temos seguramente um dos melhores serviços entre todas as capitais brasileiras.

 E só temos a agradecer aos taxistas: vocês estão na linha de frente da cidade, atendendo aos nossos moradores e também levando a boa imagem da cidade para turistas do Brasil e do mundo”, disse. Fruet ainda lembrou que a Urbs vem abrindo seus dados, garantindo o desenvolvimento de tecnologia por parte de estudantes e empresas.

"Curitiba é a primeira capital a abrir todos os dados do serviço de transporte e isso é importante para que o cidadão acesse aplicativos chancelados pela Prefeitura, o que dá mais segurança para a população e também garante que não haja abuso na cobrança de tarifas", disse  

Diálogo


  A proposta do aplicativo é resultado de um diálogo entre a Urbs e Secretaria da Pessoa com Deficiência com a Acert. 

 

"Esse aplicativo é uma conquista para facilitar o atendimento, principalmente à pessoa com deficiência.

 

 A gestão do prefeito Gustavo Fruet aproxima cada vez mais a Prefeitura dos serviços e atendimentos que atuam na política de inclusão da pessoa com deficiência", disse a secretária da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Mirella Prosdócimo. 


  De acordo com o presidente da Urbs, Roberto Gregório da Silva Júnior, desde o início do processo de licitação, a Secretaria da Pessoa com Deficiência se envolveu para garantir facilidades no atendimento.

“Temos que ressaltar o empenho desta parceria e relembrar que a licitação para os táxis compartilhados foi um passo significativo para o taxista, que faz um atendimento importante e é peça fundamental na transformação do sistema de táxi”, disse Silva Junior.

De acordo com o presidente da Acert, o momento é de divulgar para a população de Curitiba este novo canal que possibilita, por meio do smartphone, localizar no app o ícone para usuário de cadeira de rodas e, após o pedido, acompanhar de maneira online com o taxista irá atendê-lo.

“Vale destacar o mérito da Prefeitura para que fosse desenvolvido junto ao App da Central Táxi esse ícone para o cadeirante.

Todas as centrais estarão aptas a receber chamadas, realizar a pesquisa de busca e em pouco tempo o usuário já saberá qual táxi irá atendê-lo”, disse o presidente da Associação, Julcimar F. Zambon.

Os desenvolvedores e a Central Táxi dizem que o aplicativo com essa ferramenta para pessoas com deficiência é inédito no Brasil.

“Criamos uma ferramenta que permite o taxista estar logado em estado de livre, ocupado e ainda aceitar chamadas pendentes. Taxista e usuário terão contato direto e online, assim que a Central localizar o veículo mais próximo e acionar o táxi", destaca Amauri Luis Mocki Junior, diretor da empresa Lithus Sistemas Eletrônicos. Antonio Zanette Lopes, um dos motoristas que atua com o táxi compartilhado, disse que a ferramenta vai facilitar o trabalho dele também.

“A grande diferença é que antes o cliente não sabia onde encontrar os táxis compartilhados e tinha dificuldade de nos chamar. Agora, com o aplicativo, mantemos um contato online com o cliente assim que recebemos a chamada”, disse Lopes. Participaram do evento os vereadores Jairo Marcelino e Felipe Braga Cortes; o diretor da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina, secretários e administradores regionais.

Como funciona 


Qualquer pessoa poderá fazer o chamado do seu smartphone ou no site da Central Táxi – www.appcentral.taxi.br. Basta fazer um cadastro simples e navegar. Sempre que pedir um táxi, o usuário poderá entrar em contato com o taxista por chat ou por telefone; 


O Aplicativo Central Táxi oferece uma calculadora de tarifa. Basta informar a origem e o destino;

 • O aplicativo oferece as opções de solicitar táxis que aceitam pagamentos em dinheiro, voucher, cartão de crédito ou débito, e também o sistema e-Voucher;

• É possível ainda adicionar endereços aos favoritos. O usuário pode salvar nos favoritos o endereço de casa e do trabalho, da casa dos amigos e familiares, facilitando na hora de pedir o táxi para visitá-los; • Para facilitar o atendimento para pessoas de idade ou que não possuem smartphones e acesso à internet, a população poderá contar com a central telefônica da Central Táxi, tanto para chamadas, quanto para queixas e reclamações, contando com o pronto atendimento da equipe, 24 horas por dia;

• Na região central a busca pelo táxi mais próximo inicia com 300 metros e vai ampliando para 500 e 1000 metros. Nos bairros, a busca inicia com 500 metros e ampliando para 1.000 metros até localizar.  

Fonte da Notícia: Veja Aqui

Nenhum comentário: