sábado, 14 de março de 2015

Portugal Entrega à Guiné-Bissau do Laboratório Móvel para diagnóstico do ébola


Lisboa - Numa cerimónia protocolar com significativas representações, a Comissão interministerial da Coordenação de Resposta ao vírus do ébola, constituída pelo Ministério de Saúde e Ministério dos Negócios Estrangeiros, em colaboração com o Instituto Nacional de Emergência Médica, entregou esta quarta-feira, 11 de Março, à Guiné-Bissau, o laboratório móvel para o diagnóstico de infecções, resultado de acordos anteriormente formalizados no âmbito do protocolo de cooperação bilateral. Da contribuição, orçamentada em 550 mil euros, consta ainda o envio de medicamentos, equipamentos médicos, e pessoal especializado no combate à doença, para apoio à actuação das autoridades locais.



Durante a cerimónia, que decorreu na sede do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), destacou-se a presença de figuras de Estado, como o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, o secretário de Estado da Cooperação, Luís Campos Ferreira, o encarregado de Negócios da Embaixada da Guiné-Bissau em Portugal, entre outras personalidades.

 O titular da pasta dos Negócios Estrangeiros salientou que «o empenho e a solidariedade do nosso país para com a Guiné Bissau não se restringe apenas à área de saúde.

O Governo português sempre se mostrou disponível e aqui reitero esse compromisso, para contribuir, através da cooperação bilateral e multilateral para a estabilidade política, económica e social, bem como para a consolidação do estado de direito e para as demais condições para a paz e desenvolvimento da Guiné-Bissau».

 Em representação da Guiné-Bissau, o Chefe da Missão em Portugal, Mbala Fernandes, justificou a ausência do ministro dos Negócios Estrangeiros, Mário Lopes da Rosa, e da ministra da Saúde Pública, Valentina Mendes, com questões de agenda oficial, concernentes aos preparativos da Mesa Redonda de Bruxelas, manifestando a honra em presenciar o acto, com ênfase no retomar da normalidade constitucional e nos acordos e memorados de cooperação rubricados sob os auspícios dos Chefes do Governo de Portugal, Pedro Passos Coelho, e da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira. «Reafirmo aqui em nome do Governo da Guiné-Bissau o compromisso para, em parceria com o Estado português, tudo fazer para evitar que o flagelo/epidemia do Ébola chegue à Guiné-Bissau.

Com esta doação, juntos procuraremos soluções práticas para esta problemática, desde a prevenção, passando pelo controlo e tratamento, devendo dizer com satisfação, que até ao momento não se registou nenhum caso de ébola no nosso país, graças a um esforço holístico, quer do Governo, quer das autoridades locais, como da sociedade civil, querendo com isso transmitir a todos os presentes que nos foi possível superar ate então todos os obstáculos e barreiras, também graças a Portugal, nosso país irmão, que tem Vindo há vários meses a articular mecanismos adequados para superar este desafio. Expresso aqui mais uma vez, em nome do Governo da Guiné-Bissau a nossa Gratidão por este gesto de um país irmão para com o nosso povo», referiu Mbala Fernandes.

  Fonte: Veja Aqui

Nenhum comentário: