quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Para-atletas são contratados para trabalhar na organização de Rio 2016

Aparte de Recursos Humanos do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 começaram a convocar atletas com deficiência para trabalhar durante a competição. A ação é chamada de Programa Atletas PCD (Pessoas Com Deficiência) e tem como objetivo a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho. 



"Eu nunca tinha conseguido trabalhar antes porque a rotina de treino é muito puxada, mas agora surgiu esta oportunidade e não posso deixá-la passar.


Continuarei treinando para representar bem o Brasil em 2016, mas tenho que pensar na minha aposentadoria como atleta", disse a judoca Karla Carsoso, umas das 15 pessoas com deficiência contratadas.


De acordo com o diretor de recursos humanos do Comitê Rio 2016, Henrique Gonzalez, o programa será de extrema importância para o futuro do esporte brasileiro. Além disso, as pessoas com deficiência poderão trocar experiências com os outros que já trabalham no setor.


"Estes atletas vão trazer suas experiências em diversas disciplinas esportivas, sejam elas Paralímpicas ou não, além de contribuírem com o legado do esporte no Brasil", comentou Henrique.


Não são apenas atletas profissionais que serão contratados para o programa.



 É o caso de Raphael Pinho, que é jogador de um time de rúgbi de cadeira de rodas e também responsável por organizar algumas competições.


 "Estou realizando um dos maiores sonhos da minha vida trabalhando na organização dos Jogos. Estar aqui dentro é uma realização profissional", contou.


  Fonte: Veka Aqui

Nenhum comentário: