sábado, 18 de outubro de 2014

Guiné-Bissau: Secretário de Estado promete rever estrutura do Hospital Nacional Simão Mendes

Bissau – O secretário de Estado da Gestão Hospitalar prometeu esta terça-feira, 14 de Outubro, rever a estrutura de todo o serviço do Hospital Nacional Simão Mendes, como forma de evitar maus tratos e tratamento desigual dos pacientes e da população em geral, por parte dos técnicos daquele que é o maior centro hospitalar da Guiné-Bissau.

 
Domingos Malú falava à PNN no acto de entrega dos materiais, no Bloco Operatório do Hospital Nacional Simão Mendes, reconhecendo que o serviço em causa tem vários problemas, não só em termos de equipamento mas também em termos estruturais.

Por isso afiançou que é urgente fazer uma revisão das suas estruturas, tendo afirmado que enquanto gestores do sistema de saúde estão engajados a «pôr o dedo na ferida».

 «Não basta ser técnico mas temos que ser técnicos prestadores de serviços e com capacidades no exercício das missões que nos forem conferidas. Ser médico não é para enriquecimento, mas para salvar a vida» avançou Domingos Malú, afirmando que aquilo que tem acontecido até aqui na unidade hospitalar é um «ponto final».

Daqui para a frente há uma seriedade, há uma responsabilidade de projectar o Hospital Nacional. Domingos Malú afirmou ainda que é inaceitável o que acontece naquele centro, nomeadamente o facto de ter muitos técnicos sem prestação de serviços adequados, desafiando que é impensável ter um hospital de referência sem técnicos de referência.

Na opinião do secretário de Estado, um hospital de referência pode coincidir quando tiver os técnicos também de referência. Se isso não acontecer, de nada vale chamar «hospital de referência nacional», por isso, aproveitou a ocasião para pedir desculpa às vítimas de maus tratos por parte dos técnicos do Hospital Nacional Simão Mendes, ao longo dos tempos.

Os materiais fornecidos pelo Banco Islâmico de Desenvolvimento consistem num monitor operatório, aspiração de anestesia de neonatal, entre outros.

 Fonte: Veja Aqui - Tiago Seide

Nenhum comentário: