segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Brasil - Senai qualifica 479 pessoas com deficiência em cursos técnicos

Cursos gratuitos no Mato Grosso oferecem ao estudante transporte, alimentação e material didático O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Mato Grosso qualificou 479 pessoas com deficiência em cursos técnicos de nível médio no primeiro semestre desse ano. Os cursos são gratuitos e integram o programa federal de capacitação técnica, que tem entre as suas prioridades a qualificação do público com esse perfil e é desenvolvido em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).


Além da matrícula e das mensalidades gratuitas, o programa oferece aos estudantes transporte, alimentação e material didático, características determinantes para o sucesso da iniciativa.

“Tão importante quanto oferecer os cursos é proporcionar as condições para que as pessoas estejam em sala de aula”, explica Denise Molina, coordenadora do Programa de Ações Inclusivas do Senai de Mato Grosso.

 Para alcançar esse índice, a coordenadora explica que o Senai montou uma estratégia de sensibilização tanto entre o público-alvo dos cursos quanto para o empresariado local.

 Cursos, oficinas, palestras, participações em seminários, todo espaço era importante para discutir as dificuldades para a qualificação de pessoas com deficiência e ao mercado de trabalho.

 Egresso do curso de Gestão de Recursos Humanos, José Mendes, 43, que tem baixa-visão, decidiu abrir o próprio negócio após finalizar os estudos no programa.

 “Aplico muito do que aprendi no curso no gerenciamento do meu consultório de massoterapia, o que dá mais segurança para pensar a longo prazo.”  Como se inscrever.

Os interessados podem se inscrever nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), as secretarias municipais de direitos humanos e as agências do Sistema Nacional de Emprego (Sine), e instituições responsáveis por encaminhar os pedidos de matrículas à rede de ensino e qualificação tecnológica.

  Fonte: Veja Aqui
Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República

Nenhum comentário: