sábado, 23 de março de 2013

Terapia experimental na cura de leucemia com sucesso

Uma terapia experimental que altera geneticamente as células imunes de um paciente para destruir as células cancerígenas teve sucesso em adultos com um tipo raro de leucemia, indica um estudo publicado na revista Science Translational Medicine.


  Segundo o estudo, dos cinco pacientes que sofriam de leucemia severa e que tinham registado recaídas após a quimioterapia, três deles mostraram sinais de remissão da doença entre cinco e 24 meses e puderam submeter-se a transplantes de medula óssea. Num dos pacientes, todos os traços da leucemia desapareceram totalmente em oito dias. "Tínhamos esperança, mas não podíamos prever que a resposta poderia ser tão profunda e rápida", explicou o médico Renier J. Brentjens, coautor do estudo e especialista em leucemia no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center de Manhattan, em declarações ao diário New York Times. Os investigadores assinalaram que o prognóstico dos pacientes sobreviventes é "positivo", apesar de existirem possibilidades de recaída. Os pacientes deste tipo de leucemia severa que sofrem recaídas após a quimioterapia habitualmente só sobrevivem uns meses.

 

  Fonte: DN

Nenhum comentário: