terça-feira, 5 de março de 2013

Cura de bebé infetado "é sinal de esperança"

A Liga Portuguesa contra a Sida considerou hoje que o anúncio da cura de um bebé infetado nos Estados Unidos "é um sinal de esperança" para os doentes e associações que lutam há anos pela erradicação do vírus.


  Em declarações hoje à agência Lusa, a propósito do anúncio por médicos norte-americanos da cura de um bebé infetado pelo vírus da sida, a presidente da Liga portuguesa Contra a Sida, Maria Eugénia Saraiva, disse ter recebido a notícia com agrado, mas também advertiu para a necessidade de haver algum cuidado para não criar falsas expetativas nos doentes. A apresentação do caso foi feita na 20ª Conferência Anual de Retrovírus e Infeções Oportunistas, em Atlanta, Estados Unidos, e divulgado no domingo. Trata-se do primeiro caso de uma "cura funcional", de uma criança contaminada à nascença com o VIH, transmitido pela mãe seropositiva, que desconhecia estar infetada durante a gravidez. Para os virologistas, não se trata da erradicação do vírus, mas sim do seu enfraquecimento, de tal maneira que o sistema imunitário da criança pôde controlá-lo sem antirretrovirais. "Para nós, associações de doentes e instituições que lutamos há anos para que o vírus seja erradicado, e no ano em que nós completamos 30 anos do primeiro caso de sida em Portugal, todas as notícias que possam indicar um caminho são importantes", disse à Lusa a presidente da Liga Portuguesa contra a Sida.  

 

Fonte: DN

Nenhum comentário: