segunda-feira, 16 de julho de 2012

Cabo Verde citado como exemplo em implementação de proteção aos idosos

OIT refere que apesar de carências económicas, o país utiliza um sistema abrangente, que pode servir de modelo para o mundo; 23 mil pessoas recebem uma pensão social equivalente a US$ 65 mensais.
Cabo Verde foi referido pela Organização Internacional do Trabalho, OIT, como exemplo a ser seguido por outras nações quanto à implementação de iniciativas abrangentes de proteção social.


A agência cita os avanços económicos alcançados pelo país nas últimas décadas, acompanhados por desigualdades sociais. A taxa de pobreza é de 26,6%.

África Subsaariana

O país é tido como uma das nações da África Subsaariana que mais têm avançado no estabelecimento de um sistema de proteção social. Os níveis de emprego informal rural obrigam a maioria das pessoas a serem excluídas de regimes de contribuição de pensões.
Para abordar a questão, ocorre uma integração de programas dirigidos a idosos e pessoas com deficiência.

Economia Informal

Com o apoio da OIT, cerca de 23 mil pessoas recebem uma pensão social equivalente a US$ 65 mensais. A maioria é composta por trabalhadores pobres na economia informal com mais de 60 anos.
O diretor-geral da OIT, Juan Somavia, disse que o estabelecimento de esquemas similares de proteção contribuiria para reduzir a pobreza.

Sociedade

O representante considerou que o compromisso com uma sociedade justa permitiria a prosperidade de centenas de milhões de mulheres, homens e crianças.
Na Conferência Internacional do Trabalho, que decorre em Genebra até 14 Junho, foi discutida a possível adoção da Recomendação sobre o Piso de Proteção Social.

Veja Aqui

Nenhum comentário: