segunda-feira, 30 de julho de 2012

Brasileiro com deficiência vai para mundial de caratê

Vencedor da Copa Brasil de Caratê, campeonato em que participam surdos e ouvintes, o paraense com deficiência auditiva de 22 anos, Manoel Adelino, conseguiu a vaga para participar do Sul-Americano de Caratê para Surdos. No Sul-Americano, o paraense garantiu lugar na seleção brasileira que vai disputar o Campeonato Mundial de Caratê para Surdos, em setembro deste ano, na Venezuela.

Os bons resultados do atleta demonstram a importância do apoio ao esporte praticado por pessoas com deficiência. Há nove meses, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) do Pará o incluiu no projeto Fabricação de Ídolos, que garante passagens e recursos para as disputas de campeonatos ao redor do Brasil e do mundo. Era o que faltava para Adelino se lançar em competições de maior envergadura.
"Fico muito feliz, pois sou o primeiro surdo a elevar o nome do Pará e do Brasil para o mundo e, se Deus quiser, vou voltar de lá (Venezuela) com o resultado positivo", disse. Além de atleta, o rapaz é acadêmico do quarto semestre do curso de design gráfico.
O jovem pratica caratê desde os 14 anos. Nascido no município de Ananindeuahttp://www.blogger.com/img/blank.gif, região metropolitana de Belém (PA), o menino foi estimulado pela mãe desde pequeno a praticar esportes. A natação foi indicada por médicos como forma de estímulo à socialização, mas foi no caratê que Adelino se encontrou.
Adelino iniciou os treinamentos com o mestre Paulo Afonso em academia homônima. A ligação entre professor e aluno rendeu ao mestre a convivência com um exemplo de vida, e ao aluno, fundamentos da arte marcial. O professor aprendeu a linguagem de Libras para atender o prodígio e agora pode observar o bom resultado do esforço de ambos.

Veja Aqui

Nenhum comentário: