segunda-feira, 11 de junho de 2012

Gripe sobe baixas


As baixas por doença somaram 108 632 casos em Março, uma subida de 26% perante as 86 402 verificadas no mês homólogo de 2011. A epidemia de gripe, que atingiu Portugal em Fevereiro e Março, está na origem do maior número de baixas por doença.

Este foi o valor mais alto alcançado em Março, tendo em conta os dados disponibilizados pela Segurança Social desde 2009. Em Março do ano passado houve 86 402 casos, enquanto no mesmo mês de 2010 foram 66 671. Em 2009, as baixas por doença somaram 101 472 situações. O elevado número de baixas médicas em Março representou um acréscimo de três milhões de euros nos custos estimados pelo Estado. Nas contas do Governo há 426 milhões de euros para gastar este ano com subsídios de doença. A gripe coloca assim sob pressão o orçamento da Segurança Social.
De acordo com o boletim publicado este mês pelas Estatísticas da Segurança Social, em Março houve em média, por dia, 3504 portugueses de baixa. A gripe, bem como as dores musculares e a depressão são as principais causas no recurso à baixa médica no País, sobretudo de curta duração.
Para combater as baixas fraudulentas o Governo quer diminuir o valor do subsídio de doença, passando o beneficiário a receber 55% do salário.

Fonte: Correio da Manhã

Nenhum comentário: