domingo, 22 de abril de 2012

Centro de Alcoitão com o melhor resultado em estudo que avalia instituições de reabilitação da Península Ibérica

Um estudo independente comparou três das principais instituições de reabilitação da Península Ibérica. O Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão tem os melhores resultados com menos dias de internamento e menos complicações. A maior parte dos utentes que chega ao centro de reabilitação de Alcoitão foi vítima de AVC, devido à vida sedentária, má alimentação, tabaco e pouco exercício físico. Os acidentes vasculares cerebrais foram o motivo que levou mais utentes a procurarem o Centro de Alcoitão para reabilitação, uma causa que tem crescido nos últimos cinco anos, segundo o estudo que é hoje apresentado. O documento, a que a agência Lusa teve acesso e que revela o desempenho e os resultados da instituição nos últimos anos, mostra igualmente que têm diminuído os casos de lesões traumáticas. Nas conclusões do estudo, apresentado a propósito do 46 aniversário do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA), o facto de os acidentes vasculares cerebrais serem o motivo dominante na procura da instituição é justificado com "o sedentarismo e hábitos pouco saudáveis (tabaco, má alimentação, falta de atividade física....)". Por outro lado, prossegue o estudo, "verifica-se um decréscimo de casos de lesões medulares traumáticas, o que poderá ser explicado pelo reforço das campanhas rodoviárias e um maior controlo da segurança e higiene no trabalho". Para mais informação, veja o blogue «Tetraplégicos» Eduardo Jorge

Nenhum comentário: